Deus já foi visto por alguém ou não?

O Mundo e Seus Contratempos…
3 de maio de 2014

Deus já foi visto por alguém ou não?

Deus já foi visto por alguém ou não?
Essa é uma pergunta que não quer calar na história da humanidade. Vez ou outra surge essa questão, em que alguém pergunta e vai pesquisar na Bíblia. Nessa pesquisa, entre outros versículos, encontra-se o texto no Evangelho de João, capítulo 1, verso 18, que afirma: ??Deus nunca foi visto por alguém?. O ser humano sempre correrá atrás do místico, pois isso lhe deixa inquieto e curioso para desvendar os mistérios de sua existência. Os registros bíblicos, quando se referem à pessoa de Deus, precisamente nessa questão abordada, mostram que para entender-se esse mistério é necessário levar em consideração que as manifestações de Deus se dão através das ??teofanias?. Teofania, no contexto teológico, é uma manifestação visível de Deus. Era quando Deus se manifestava através de algo a alguém. Quando alguém via uma teofania normalmente via algo grandioso, fora dos padrões normais. Essa manifestação teofânica se observa nos seguintes textos: ??E chamou Jacó o nome daquele lugar Peniel, porque dizia: Tenho visto a Deus face a face, e a minha alma foi salva? (Gênesis 32.30). ??E sucedia que, entrando Moisés na tenda, descia a coluna de nuvem, e punha-se à porta da tenda; e o Senhor falava com Moisés? […] ??E falava o Senhor a Moisés face a face, como qualquer fala com o seu amigo; depois, tornava-se ao arraial; […]? (?xodo 33.9-11). Essas passagens retratam a expressão da glória de Deus para com o homem. Mas alguém dizer que viu Deus face a face, de modo literal, não é possível, porquanto o texto sagrado afirma que ??Deus nunca foi visto por alguém?, e esta afirmação é literal. Algumas pessoas querem afirmar que Moises viu Deus face a face no episódio de ?xodo 33.17-23, mas, no episódio citado, encontramos mais uma vez a manifestação da glória de Deus. Era muito comum eles acharem que tinham visto a Deus devido à grandeza das manifestações. Quando lemos o texto de Isaías 6.5, vemos o profeta clamando ??Ai de mim!?, ??Ai de mim!?. O fato de o profeta ter contemplado no primeiro versículo do capítulo 6 a manifestação teofânica da glória de Deus, o induz a pensar que está vendo literalmente a face de Deus, e isso não procede, pois estaria em contradição com as Escrituras, que assevera que ninguém jamais viu a Deus. A Bíblia relata que somente é possível ver a Deus através do Filho Unigênito, o canal para se chegar a Deus na Nova Aliança. O texto da Primeira Epístola de João diz o seguinte: ??Ninguém jamais viu a Deus; se nos amamos uns aos outros, Deus está em nós, e em nós é perfeito o seu amor. Nisto conhecemos que estamos nele, e ele em nós, pois que nos deu do seu Espírito. E vimos, e testificamos que o Pai enviou seu Filho para Salvador do mundo. Qualquer que confessar que Jesus é o Filho de Deus, Deus está nele, e ele em Deus. E nós conhecemos, e cremos no amor que Deus nos tem. Deus é amor; e quem está em amor está em Deus, e Deus nele? (1João 4.12-16). Portanto, se alguém quer ver a Deus, precisa reconhecer o Filho e passar pelo Filho, com o seu sacrifício na Cruz do Calvário, que possibilita o ??religare?, ou seja, a possibilidade de a humanidade chegar à presença de Deus através do projeto salvífico realizado na Cruz do Calvário. Jesus mesmo disse: ??Quem me vê a mim vê o Pai […]? (João 14.9). Quando Jesus fala da unidade da fé, ele cita as Escrituras ??Crede-me que estou no Pai, e o Pai em mim; crede-me, ao menos, por causa das mesmas obras? (João 14.11). Que possamos nos ater mais à Palavra de Deus e pedir ao Espírito Santo que nos ilumine a cada dia para contemplarmos as benesses da graça de Deus.

Pastor Agissé Levi da Silveira, presidente da Assembleia de Deus na cidade de Capinzal/SC, filiado à CIADESCP e à CGADB. Formado em Psicologia pela UNISUL, Especialista em Aconselhamento Pastoral, mestrando em Aconselhamento Pastoral pela EST/RS, e Diretor Presidente da FAEST ?? Escola de Educação Teológica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *